Vamos ter a CloudMetrics para monitorizar e interagir com os New Media

 

 

Há os que só acordam tarde para os New Media. Há os que, acordando cedo, se limitam a monitorizar os New Media. E há ainda aqueles que fazem acompanhar a monitorização de interacções cirúrgicas nos New Media.

 

A partir de agora vamos ter, no mercado português, uma oferta integrada de soluções de monitorização permanente, com possibilidades de intervenção estrategicamente planeada, e com um raio de acção que vai dos New Media às Ferramentas Sociais passando pelas plataformas Web de todos os Meios de Comunicação.

 

New Media Monitoring & Intelligence é a actividade da empresa CloudMetrics que passa a integrar o micro grupo corporativo que lidero.

 

Trata-se de uma associação 50/50 entre a NextPower e a QMetrics. A NextPower, dirigida por Rodrigo Moita de Deus, é já a referência nacional na consultoria de Comunicação 2.0, enquanto a QMetrics, presididade pelo prof. Manuel Vilares, é a companhia portuguesa com maior prestígio na prestação de serviços de Consultadoria, Gestão e Avaliação da Qualidade e Satisfação.

 

A cooperação entre NextPower e QMetrics permite dotar os novos serviços de monitorização e interacção com os New Media e Ferramentas Sociais de recursos humanos únicos no mercado português, quer em termos de quantidade quer em termos de qualidade.

 

A CloudMetrics vai ser formalmente apresentada quarta-feira (18 de Maio), pelas 17 horas, no átrio da Casa do Futuro (Fundação Portuguesa das Comunicações).

 

Tenho fé de que passaremos a ouvir falar amiúde da CloudMetrics, tal como ocorre com a NextPower, a qual, apesar de estar ainda no seu segundo exercício anual, ocupa já uma posição de referência no nosso mercado de Conselho em Comunicação.

 

Fecho esta postagem com um apontamento pessoal: o prof. Manuel Vilares escolheu a LPM como consultora de Comunicação do Instituto Nacional de Estatística quando esta instituição, sob a sua presidência, foi objecto de profunda transformação qualitativa, era primeiro-ministro o prof. Aníbal Cavaco Silva. Criámos então uma relação cimentada no respeito profissional que se foi consolidando com o tempo. Agora, decidimos associar duas empresas que dirigimos com o objectivo de oferecer ao mercado uma prestação de serviços actual, rigorosa e exigente - afinal, os conceitos que o prof. Manuel Vilares definiu, no tempo, para o "seu" INE e cuja percepção pública nós apoiámos.

 

publicado por lpm às 15:47 | link deste post