O novo semanário que esteve para se chamar República

Dizem-me que está à bica um novo projecto editorial, em mais uma evidente demonstração de que o mundo dos Media vive - e, nesta ocasião, ainda bem - em micro-clima próprio.

 

Desta feita, trata-se de um semanário de informação geral que vai reunir as competências de Rui Pedro Soares, ex-administrador da PT, e de Emídio Rangel, o primeiro director da SIC. Os dois estão de alma e coração num projecto de que são accionistas e que contará, em princípio, com um terceiro parceiro – o grupo MediaPro.

 

MediaPro é um grupo editorial espanhol referenciado como próximo dos socialistas de Zapatero que detém a propriedade de um canal de TV – La Sexta – e de um diário - Publico (espanhol) -, entre outros activos valiosos. Em Portugal, além da operação de meios de produção de TV, é detentor do Porto Canal.

 

Segundo as conversas que Rui Soares e Rangel têm tido com potenciais partes interessadas do novo semanário, este tem a sua publicação prevista para arrancar no primeiro trimestre do próximo ano, logo após as eleições presidenciais, e pode constituir a primeira peça de uma nova plataforma mediática que incluirá, a breve trecho, um jornal diário popular.

 

Numa primeira ideia – por sinal feliz -, o jornal esteve para chamar-se República, mas não foi possível, pelo menos até agora, concretizar essa intenção por oposição dos actuais donos do título.

publicado por lpm às 15:05 | link deste post | comentar