A marca Ronaldo

 

Muito se tem dito - em geral mal - de Ronaldo neste europeu de futebol. Mal da atitude do jogador, dos seus falhanços, da performance claramente inferior à que demonstra no Real Madrid, mal do penteado, mal da pronúncia ... e por aí fora.

 

Também, pelo mesmo diapasão, se ataca o seleccionador nacional. Que trata Ronaldo como uma prima-dona, que não tem a coragem de o tirar de campo e dar lugar a outros, demonstrando fraqueza e falta de liderança.

 

Para além de Ronaldo ser um dos melhores jogadores do mundo, ele é, neste momento, a principal marca portuguesa, e a única marca portuguesa verdadeiramente global. Ronaldo é um elemento fundamental do nosso country branding mix e surge sempre no top of mind quando dizemos que somos de Potugal a qualquer estrangeiro.

 

Atacar Ronaldo é desprezar a nossa maior marca e não perceber que o mundo inteiro quer ver Ronaldo jogar. O jogo inteiro.

 

Recordo a este propósito um episódio com Pelé: quando um árbitro o quis explusar do campo, Pelé respondeu-lhe: "Você está louco? As pessoas vêm aqui para ver jogar o Pelé, não para o ver arbitrar!".

 

Como é evidente.

 

tags:
publicado por Alda Telles às 19:12 | link deste post | comentar | ver comentários (3)