Cá está o super-avião de plástico

No caso deste novo Boeing, aqueles que, como eu, têm dificuldade em memorizar números, não vão fazer confusão com outras referências. O 787 fica conhecido como o seven late seven porque foi agora entregue com uns 2 anos de atraso sobre a data prevista.
O pessoal do Marketing baptizou-o de Dreamliner e tem, de facto, umas linhas de sonho. É bonito, elegante e, ao mesmo tempo, com ar robusto.
Estamos perante o primeiro aparelho desta dimensão que não é produzido em alumínio. Está coberto de fibra de carbono - que o mesmo é dizer, para os ignorantes como eu, de plástico. Fica leve levezinho e outras coisas mais que são resumidas neste artigo. 
O 1º exemplar for entregue a uma linha aérea japonesa. O que não surpreeende se verificarmos o quadro das entregues de aviões comerciais de maior dimensão (widebody) esperadas nos próximos 12 meses.
Sim, 7 das 10 companhias do top ten são orientais. Das outras 3, 2 são árabes (Emirantes e Qatar) e apenas 1 é europeia (Lufthansa). 
Finalmente, para que não se julgue que o mundo está parado deixo-vos a publicação da maquete do protótipo do futuro novo avião comercial da Locheed, o Stratoline. Que linhas!
publicado por lpm às 09:36 | link deste post | comentar